22.9.08

Adormecido . . .

Este espaço vai ficar adormecido por uns tempos.

Rapaz a dormir sobre uma montanha de livros - sleep learning

Obrigado por terem vindo até cá.

Até breve

12.7.08

Just Arrived

Wii

Obrigado Ouriço

10.7.08

IPOD box design by Microsoft

Imaginem uma caixa de um IPOD da Apple desenhada pela Microsoft.

Que vídeo interessante, e como dizia o BJ de onde retirei o vídeo, uma aula de design grátis na Web.

9.7.08

Para quando chegarem as férias . . .

As únicas que quero usar quando chegarem as férias ! ! !

Guardanapos com imagem de gravata impressa

Também podem servir para os coleccionadores!
Via

30.6.08

23.6.08

18.6.08

Blu e uma parede ! ! !

Um trabalho fantástico com muitas e longas horas de trabalho.



Criado por Blu em Buenos Aires
Via

17.6.08

Nova imagem da RTVE

Sim, é muito bom!

Obrigado S.

14.6.08

Está um calor do caraças . . .

... Pois está, e por isso estou muito contente.

Gosto do calor.

Urso de Peluche com calor a retirar parte do pelo

13.6.08

Doente melhorou inexplicavelmente

Lembram-se da Senhora da Junta de Freguesia que estava muito doente e que ninguém lhe dava a aposentação. Até envolveu o Ministro das Finanças.

Leia as noticias da época, as actuais e veja os vídeos da RTP.



Em 30 de Novembro de 2007 foi noticia:

Junta médica volta a negar reforma a Ana Brandão

Incrédula e revoltada. Foi desta forma que Ana Brandão comentou a decisão da junta médica de recurso, promovida pela Caixa Geral de Aposentações, de lhe negar a reforma antecipada, ao fim de três anos de baixa, dada a sua completa dependência de terceiros. Inconformada, garante que vai processar a CGA. "Isto vai para Tribunal, porque estão a contradizer-se. O médico disse-me que não havia solução para o meu caso, o mesmo que agora me reprovou o pedido", afirmou, em lágrimas, ao DN, a funcionária administrativa da Junta de Freguesia de Vitorino de Piães, em Ponte de Lima.


A 04 de Abril de 2008 foi de novo noticia:

Ponte de Lima: Funcionária com doença degenerativa processa freguesia por corte do salário

Viana do Castelo, 04 Abr (Lusa) - A funcionária pública de Ponte de Lima com doença degenerativa a quem a Caixa Geral de Aposentações negou a reforma antecipada anunciou hoje que vai processar a Junta de Freguesia onde trabalha, pela suspensão do pagamento do salário.


Curiosamente em 12 de Junho de 2008 (5 meses sem receber salário), é noticia:

A funcionária pública de Ponte de Lima a quem a Caixa Geral de Aposentações negou a reforma antecipada «já está bem melhor» e vai regressar ao trabalho a 30 de Junho, garantiu à agência Lusa o pai.

«Já não usa o colar cervical, nem a braçadeira no braço direito nem a cinta lombar. Já consegue andar mais ou menos, já conduz, já escreve, já está bem melhor», acrescentou o pai, confessando não encontrar explicação para esta melhoria do estado de saúde da filha.


Videos RTP

30/11/2007 - Ana Maria Brandão foi obrigada a trabalhar


05/12/2007 - Funcionária acamada mete nova baixa

12.6.08

GASÓLEO E GASOLINA AUMENTA 1 CÊNTIMO

Petrol vs Wallet

Depois de terem limpo os depósitos de combustível de praticamente todas as estações de serviço, chega a hora de ...

... aumentar novamente os combustíveis!!!

Afinal, agora, até já os camionistas têm vantagens adicionais oferecidas pelo Governo. Mesmo quando o preço do barril está a descer.

Noticia sobre o aumento aqui

Petrol 01

11.6.08

Ainda se queixa do seu trabalho ? ? ?

Fantástica campanha de guerrilha para um site de procura de trabalho. Bons criativos eles já encontraram.

jobsintown.de
jobsintown.de
jobsintown.de""id="BLOGGER_PHOTO_ID_5210356091053067426"
jobsintown.de
jobsintown.de
jobsintown.de

Via

7.6.08

EURO 2008 - Com PORTUGAL

Para quem gosta de futebol e quer fazer parte do jogo. 11 para 11 aos matraquilhos.

E que ganhe o melhor. Isto é PORTUGAL ! ! !

Mesa de matraquilhos gigante - Euro 2008 Portugal - 1
Mesa de matraquilhos gigante - Euro 2008 Portugal - 2
Mesa de matraquilhos gigante - Euro 2008 Portugal - 3


Via

5.6.08

Separados à nascença ?

Nova imagem do Pingo Doce e a imagem do El Corte Inglês.

Será que alguém copiou uma ideia?

Pingo Doce Nova Imagem Logotipo


El Corte Ingles Logotipo

4.6.08

MULHERES - Parte II

Em MULHERES - Parte I apresentei estas imagens e pedi que identificassem os sentimentos e as possíveis causas.

Gostei muito da Vossa criatividade e das respostas. Ainda por cima todas de mulheres!! Nem uma do sexo oposto. Pelo menos ficamos a saber o que quererão dizer com as Vossas expressões faciais.

Como prometido seguem as respostas retiradas daqui

Mulher Mulheres Humor Caras Faces Expressoes Rosto Sentimentos
Mulher Mulheres Humor Caras Faces Expressoes Rosto Sentimentos
Mulher Mulheres Humor Caras Faces Expressoes Rosto Sentimentos

1. Desprezo

Aspecto: sobrancelhas e nariz franzido, lábio superior erguido.
Causa: o homem anda com uma nódoa na camisa desde o início da semana e não a quer tirar porque gosta muito dela (da camisa).


2. Ira contida

Aspecto: Lábios cerrados, narinas entreabertas, olhos ligeiramente estrábicos.
Causa: um álbum com fotos da ex-mulher colocado num local de destaque na estante.


3. Medo

Aspecto: olhos muito abertos, sobrancelhas ligeiramente erguidas, boca entreaberta com os cantos virados para baixo.
Causa: os colegas de trabalho dele vão lá a casa ver o jogo na televisão.


4. Pedido

Aspecto:
sobrancelhas arqueadas, lábios projectados, queixo caído.
Causa: ele prometeu algo mas depois mudou de ideias.


5. Súplica

Aspecto:
sobrancelhas levantadas, testa franzida, boca entreaberta, olhos húmidos.
Causa: ele prometeu-lhe algo (ver 4) novamente e tornou a mudar de ideias...


6. Perplexidade e ira

Aspecto: um olho arregalado, queixo proeminente.
Causa: depois de assistir à vitória do seu clube de futebol o homem vai para a cama vestido com as roupas da equipa vencedora.


7. Incredulidade

Aspecto: sobrancelhas arqueadas, olhos muito aberto, queixo caído.
Causa: ele fez uma tatuagem com o nome de uma mulher.


8. Ódio profundo

Aspecto: os músculos do rosto completamente imóveis.
Causa: ele disse que o vestido novo dela é bonito e que a secretária lá do escritório tem um igual.


9. Submissão

Aspecto: boca fechada, uma das sobrancelhas ligeiramente erguida.
Causa: desconhecida até hoje.

Via

31.5.08

MULHERES - Parte I

Mulher Mulheres Humor Caras Faces Expressoes Rosto Sentimentos
Mulher Mulheres Humor Caras Faces Expressoes Rosto Sentimentos
Mulher Mulheres Humor Caras Faces Expressoes Rosto Sentimentos

As mulheres comunicam muitas vezes (quase sempre) (sempre) com as expressões do olhar.

O que será que significam cada uma das expressões e o que as terá causado?

Gostava de ver as Vossas respostas!

Em MULHERES - parte II indicarei a origem destas imagens

16.5.08

Não sei se já vos tinha dito . . .

... e também não me chamo Alberto João, nem sou da Madeira ! ! !

11.5.08

Mercado Mundo Mix 2008

Esta imagem está disseminada por Lisboa para promover o Mercado Mundo Mix 2008.

O que será que o autor (artista Pedro Casqueiro) nos quer dizer com esta ilustração?

Será o Mercado Mundo Mix uma festa para adultos? Uma mostra de moda?

Aceitam-se comentários.

30.4.08

Conferência de Imprensa



Sem direito a perguntas.

25.4.08

Fim de semana a entrar . . .

... e uma guerra a começar! ! !

O que vamos ler ou fazer este fim de semana ? ? ?



Eu vou trabalhar.

Via

3.4.08

Pixel a pixel

Sem muitas palavras, mas com grandes pixeis.

Sofa com padrao pixel by Cristian Zuzunaga 01

Sofa com padrao pixel by Cristian Zuzunaga 02

Sofa com padrao pixel by Cristian Zuzunaga 03


Com design criado por Cristian Zuzunaga, impresso pela Kvadrat e produzido pela Moroso. Descobri aqui

Obrigado S.

Mudou no dia 1, mas não disse nada pois podiam achar que era mentira.

Este espaço está com novo visual, mais leve, fashion, atraente e cheio de design.

Mas, e isto é muito importante, a culpa não é minha! ! !

A culpa é toda da S. . Sim, da S. .

Obrigado S. pois gostei muito.

NOTA - Para breve, e depois de acabar de resolver o cubo mágico, teremos conteúdos novos.

31.3.08

Quero uma Casa de Banho Assim

As propostas de mobiliário para Casa de Banho da “Ustogether“.

São elegantes e com um design muito atractivo. Quando for Ministro da Cultura, já sei onde vou comprar.







Via: Fcraft - Café

26.3.08

Enquanto levo tareias no trabalho...

... e para não dizerem que não publico mensagens novas. Tomem lá uma música antiga.

13.3.08

Um verdadeiro Português

Num hotel da Suiça para esquiadores havia um cartaz informando as condições da neve:


- Neuchatel, 12 cm, mole;
- Lausanne, 18 cm , escorregadia;
- Schaffhausen, 15 cm, consistente.

Por baixo alguém escreveu:

Sebastião da Silva , 20 cm, rija.

Obrigado Arcebispo, o especialista em piadas secas. Muito bom e a não perder.

10.3.08

Eurovision 2008 chikichiki

Apenas este videoclip maravilhoso, cuja música irá representar a España no próximo Festival Eurovisão da Canção, me levou a interromper esta pausa relacionada com grande volume de trabalho.

Obrigado CUGA por partilhares estas coisas fantásticas (para além do seu sentido de humor brilhante). Vamos ver se ganha o festival!

Divirtam-se.

24.2.08

Homenagem ao homem que serviu de modelo ao SHREK

Um post ao melhor estilo da Now Katrineta (isto é, um post kilométrico). Porém desenganem-se, pois são só imagens.

Três importantes filmes de animação (ou como se diz em bom português, "filmes de quadradinhos" ou "bonecos de bonecos animados" para as tiras de banda desenhada) tiveram como protagonista o SHREK, um estranho mas simpático ogre, o seu companheiro inseparável - Burro, e a sua princesa FIONA. O SHREK terá sido inspirado em alguém que existiu de facto.

Maurice Tillet, nasceu na França em 1903, sendo um homem muito inteligente, que falava 14 idiomas, para além de ser um exímio poeta e actor.

Quando chegou à juventude, Maurice começou a desenvolver uma doença rara, chamada acromegalia. Esta doença causa um crescimento exacerbado e incontrolável de partes do corpo. Em pouco tempo, todo o seu corpo se desfigurou de uma maneira muito peculiar.

Na verdade, esta “transformação” afectou profundamente os aspectos psicológicos da personalidade de Tillet, que sofreu os horrores de se começar a transformar de uma maneira grotesca, apesar de por dentro continuar sendo um gentleman muito inteligente. A sua forma gerava tanto preconceito que Tillet começou a ser expulso dos lugares que frequentava e onde antes era bem recebido.

Não podendo lutar contra a doença, Maurice começou a adaptar-se a ela, adquirindo um rol de comportamentos mais adequados a sua grotesca aparência. Tillet tirou proveito de seu trabalho anterior como actor. Ele emigrou para os EUA e tornou-se um profissional da Luta livre onde adoptou o nome (e comportamento teatral) do “Assustador ogre do ringue”, cuja personagem (chamada “o anjo francês do ringue”) adquiriu fama imediata com as plateias.

Com o avançar da doença, Tillet acabou se tornando um solitário, embora ainda tivesse alguns amigos. Um deles foi o empresário Patrick Kelly, que visitava Tillet para jogarem partidas de xadrez.

No ano de 1954, Tillet morreu do coração, aos 51 anos.

Um de seus poucos amigos, Bobby Managain, um antigo campeão da luta livre, estava no leito de morte com seu amigo no dia em que ele se foi. Antes que Tillet morresse, Bobby pediu a Tillet se poderia fazer um lifecast ( uma máscara mortuária, uma prática comum até o século XIX e que com o tempo saiu de moda, mantendo-se hoje apenas no campo dos efeitos especiais), Tillet concordou e assim, quando ele morreu, Bobby fez três cópias da cabeça de Tillet em gesso.

Uma delas acabou por ir parar ao Museu Barbell de York. Uma das máscaras restantes ficou no escritório de Patrick Kelly e a última foi doada por ele ao Museu Internacional da Luta Livre, em Iowa.

Posteriormente, uma das máscaras foi duplicada e foi parar no Museu Internacional da ciência cirúrgica em Chicago.

Uma outra réplica da máscara mortuária de Maurice Tillet foi parar no Hall of Fame do York Barbell Building. A réplica de Tillet serviu para mostrar os primórdios das formas da luta livre moderna e do halterofilismo. Foi esta réplica que serviu de modelo para a construção de Shrek. O corpo de Shreck, bem como sua cabeça, foram criados tomando como referência as formas de Tillet.









Via

20.2.08

Alegria no trabalho

Trabalhar pode ser um grande prazer.

Especialmente quando estamos em empresas especiais.

Por aqui não é como no vídeo, mas quase!

Enjoy!

video

8.2.08

Se . . .

Se fores... vai mais longe!
Se fizeres... faz diferente!
Se cantares... canta alto!
Se entrares... entra em braços!
Se rires... ri até chorar!
Se sonhares... sonha mais alto!
Se arriscares... arrisca tudo!
Se pensares... pensa por ti!
Se voltares... volta mais tarde!
Se vestires... veste a camisola!
Se saíres... sai da rotina!
Se mudares... muda muito!
Se venceres... vence o medo!

Recebida por sms como votos de novo ano. Para meditar

5.2.08

Porque ontem me senti assim . . .

funâmbulo - o equilibrista

Um genuíno funâmbulo !

3.2.08

Doing more is in our nature!

Fazer mais e melhor pode ser a grande diferença num mercado tão competitivo como aquele em que vivemos. Seja na concepção, seja no trabalho, seja nos restantes aspectos da nossa vida.

1.2.08

Quem sabe, sabe

O próximo fds que se aproxima vai ser doloroso. Ser obrigado a achar piada a algo que se detesta. Enfim...

Será mais facil estacionar um Fiat Panda ou uma bomba enorme? ? ?

video

Excelente anuncio, e quando se tem azar. não há nada a fazer ;-)

31.1.08

Titulos e a história do Senhor que não queria ser Engenheiro Civil

Curiosa a importância e utilização que se dá ao uso dos títulos académicos ou honoríficos. Muito mais que na Europa, onde os Drs. são apenas os médicos, mas muito menos que na América Latina onde todos ou quase todos são Doutores.

Curioso também, que, quando nos tratam por Eng. e afirmamos que não o somos, geralmente os interlocutores passam a tratar-nos por Dr.. Se dizemos que também não somos, ai lançamos a confusão.

Gostei de recordar esta interessante e bem disposta história (de que já por aqui falei na altura da UnI) e que decidi recuperar, juntando todas as suas partes. A de um homem que não queria ser Engenheiro Civil.

Obrigado principalmente ao protagonista da história, o Zé, principalmente pela sua inteligência, sentido de humor e persistência, ao Banco em questão pelo modo como insiste no seu erro e naturalmente aos Incontinentes Verbais que a partilharam connosco.

Muitas e boas gargalhadas.

PARTE I


Inicio aqui uma série especial acerca de alguém que não é engenheiro civil e que, declaradamente, não pretende que o tratem por engenheiro. Trata-se de uma longa troca de mails com um conhecido banco português, que retrata a dificuldade de um cidadão português em repor a verdade acerca das suas habilitações. Pode também ser entendido como um aviso ao nosso primeiro-ministro, senhor Sócrates, para atestar da dificuldade que irá sentir quando tentar explicar no seu banco que afinal não é engenheiro, coisa nenhuma.
"Em resposta aos vossos amáveis esclarecimentos, tenho a referir o seguinte:

Compreendo, como responsável de vários sistemas informáticos, que haja necessidade de manutenção dos sistemas e que ela seja preferencialmente realizada durante a noite. No entanto, acho que, nesse caso o banco deverá optar por uma de duas opções:
a) Alterar o nome para Net16 ou Net18, consoante o número de horas que esteja efectivamente disponível e, assim, não criar falsas expectativas.
b) Permitir aos utilizadores deixar as suas instruções que ficariam com o estado de "pendentes" até que o sistema seja de novo reactivado (é esta a solução que escolho nos sistemas que eu próprio concebo), altura em que passariam a efectivas.

Relativamente à alteração dos dados pessoais em si, tenho a dizer que:

a) O sistema não aceita o meu número de telefone da residência (30XXXXXXX - Rede TV Cabo), por considerar que o prefixo está errado. No entanto, é mesmo esse o meu número e não posso fazer nada quanto ao prefixo.

b) Na profissão, os senhores indicam-me como engenheiro civil. De facto, já tive muitas profissões, desde consultor a docente do ensino superior, tradutor e até escritor. Mas nunca tive o privilégio de trabalhar como engenheiro civil, até porque a minha licenciatura em engenharia física não mo permitiria. Como tal, agradeço-lhes que retirem esse dado da profissão, por não ser correcto nem relevante.

Com os meus cumprimentos,
José Luís Mxxxxxxxx"


PARTE II
Aqui fica a resposta do Banco:
"Estimado Cliente, Sr. José Luís Lxxx,

Agradecemos, novamente o seu contacto.

Em resposta à sua mensagem, queremos agradecer a sugestão que nos apresentou, a qual será tomada em consideração por nos ajudar a proporcionar um serviço de maior excelência e com melhor nível de qualidade.

No que respeita à sua actividade profissional, e por forma a procedermos alteração da mesma será deste modo necessário que nos remeta uma cópia certificada ou original em papel timbrado de uma Declaração da Entidade Patronal, ou cópia certificada do Cartão Profissional, frente e verso, ou recibo de vencimento, desde que conste profissão, entidade patronal, situação contratual e data de admissão, documentação que poderá remeter via correio para a Remessa Livre n.º 25009, 1144- 960 Lisboa, não sendo necessário selo, ou em alternativa poderá apresentar os originais junto do Balcão.

Relativamente à certificação, a mesma poderá ser solicitada junto da Junta de Freguesia, dos CTT, do Notário ou Advogado.

Informamos ainda que em relação ao seu contacto telefónico, a situação que nos reportou está a ser devidamente acompanhada e, com a maior brevidade possível procederemos ao envio de uma nova mensagem.

Encontramo-nos à sua disposição para prestar os esclarecimentos necessários.

Com os melhores cumprimentos,

Montepio,
Direcção de Marketing e Novos Canais"


PARTE III

O cliente não se ficou:
"Em resposta à vossa mensagem, tenho-lhes a dizer, com toda a sinceridade, não é da vossa conta a profissão que eu exerço ou deixo de exercer. Agora, o que não podem, de forma nenhuma, é atribuir-me uma profissão aleatória que eu nunca exerci, como é a de engenheiro civil. Portanto, agradeço que retirem qualquer menção à minha profissão dos vossos dados pessoais a meu respeito, ao abrigo do direito de rectificação que me assiste, de acordo com a legislação em vigor de protecção de dados pessoais informatizados.

Quanto ao número de telefone, fico então a aguardar a possibilidade de usar o meu número de telefone pessoal no vosso sistema."


PARTE IV
A saga continua:
"Estimado Cliente, Sr. José Luís Lxxx,

Agradecemos, desde já, o seu contacto.

No seguimento da sua mensagem, e de acordo com a informação facultada na mensagem envida anteriormente, indicamos que por forma a procedermos à alteração da sua Actividade Profissional, será necessário que nos remeta a documentação solicitada, ou apresente a mesma junto de um Balcão, estando este procedimento de acordo com o Aviso 11/05 do Banco de Portugal.

A Caixa Económica Montepio Geral, no âmbito dos princípios que presidiram à redacção desse Aviso, tem vindo progressivamente a promover a actualização dos Dados Pessoais dos Clientes, sempre que as circunstâncias se enquadrem no espírito do referido Aviso.

Por este motivo, e lamentando qualquer incómodo causado, existe a necessidade de proceder à actualização dos seus Dados Pessoais, mediante apresentação de um documento comprovativo da sua Actividade Profissional. Em virtude de verificarmos que existem outros dados por actualizar, solicitamos também que nos remeta copia certificada do seu Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte, ou apresente os mesmos num Balcão, para que se obtenham cópias e se proceda à actualização.

No que se refere ao contacto telefónico, a situação encontra-se acompanhada e a ser tratada pelo departamento competente.

Encontramo-nos disponíveis para prestar os esclarecimentos que considere necessários,

Com os melhores cumprimentos,

Montepio,Direcção de Marketing e Novos Canais"


PARTE V

"Meus caros senhores,

Eu não vou enviar a documentação que me pedem, pois insisto que a profissão que exerço não lhes diz respeito.
Faço então o inverso do ónus da prova.
Mostrem-me os senhores os documentos em que se basearam para dizer que eu sou engenheiro civil. Quem sabe, de posse deles, até me possa candidatar a primeiro-ministro.
Se os senhores me garantem que só efectuam essas alterações de posse de documentos oficiais, então com certeza que tiveram acesso a um certificado de habilitações que os informou de que eu sou engenheiro civil (espero que não sejam da Universidade Independente). Pois, peço-lhes então que me enviem a mim uma cópia desses documentos, pois dava-me um jeitão acrescentar às minhas habilitações as de Engenheiro Civil, que não sou nem nunca fui. Mas, se realmente os senhores têm documentos que o provam, é porque deve ser verdade e eu começo a perceber como é que a situação de engenheiro civil é, neste país, uma situação muito transitória.

As vossas reservas tinham toda a razão de ser, se eu lhes tivesse a exigir que me atribuíssem habilitações que eu não tenho. Mas a situação é perfeitamente inversa. Estão a atribuir-me um curso que eu não tenho e uma profissão que eu não exerço. Não posso demonstrar que não sou engenheiro civil porque não existe certificado de habilitação de não-engenheiro civil.

Por isso, repito o direito que me assiste de corrigir dados pessoais informatizados que estão errados. E exijo que retirem a profissão de engenheiro civil.

Com os meus cumprimentos,

José Luís M"


PARTE VI
"Estimado Cliente, Sr. José xxx,

Agradecemos o seu contacto o qual mereceu a nossa especial atenção.

Em resposta à sua mensagem, informamos que no momento em que procedeu Abertura da conta de depósitos à ordem o registo das Habilitações Literárias, não eram efectuadas de acordo com o Aviso 11/2005 de 13 de Julho do Banco de Portugal, o qual é transversal a todas as Instituições e que obriga nomeadamente aquando da actualização de dados pessoais, apresentação de comprovativo, bem como na emissão de Meios de Pagamento que os respectivos dados pessoais e profissionais encontrem-se devidamente actualizados.

Autrora [sic], as Habilitações Literárias eram inseridas de acordo com o indicado pelo cliente, podendo, por ventura ocorrer um erro na inserção da informação, não obstante, à presente data, para que possamos actualizar este elemento, será necessário, apresentação do Certificado de Habilitações, junto de um balcão ou envio de cópia certificada para a morada Remessa Livre 25009,1144-960 Lisboa.

Salvaguardando, desta forma, que no futuro possam estar associados bloqueios que comprometam a realização de operações através dos canais á distancia, nomeadamente do serviço Montepio24, ou junto das Caixas Automáticas.

Aguardamos a actualização deste elemento bem como dos solicitados na mensagem anterior, encontrando-nos disponíveis para prestar os esclarecimentos que considere necessários.

Com os melhores cumprimentos,

Montepio Direcção de Marketing e Novos Canais"


PARTE VII
"Ou seja, segundo me estão a dizer, os senhores enganaram-se a pôr os dados, pois eu nunca disse que era engenheiro civil. Não tinha motivos para o fazer, pois nunca o fui e não estava a candidatar-me a um emprego como engenheiro civil na vossa empresa quando aí abri uma conta.

Ora, porque os senhores se enganaram, agora exigem-me um certificado de habilitações que certifique um grau que eu não tenho. Certo? Ou seja, vou à secretaria de uma faculdade de engenharia (penso que já não posso ir à Independente, porque parece que vai fechar) e peço-lhes que me passem um certificado de habilitações em como não sou engenheiro civil. Estou certo que devem ter lá um modelo para isso: Certificado de Habilitações de Não-Engenheiro Civil. Depois, mando-lhes uma cópia e já posso provar ao mundo que não sou engenheiro civil. Portanto, devo concluir que, de acordo com o vosso entendimento, qualquer cidadão que abra conta no vosso banco é engenheiro civil até prova em contrário...

Disse alguma coisa de errado até agora?

Não lhes passa pela cabeça que é um pouco kafkiano pedir a um cliente que rectifique os vossos erros informáticos apresentando um certificado de não habilitações que ateste que ele não é licenciado em engenharia civil?

Fico a aguardar o prazer de mais uma das vossas respostas, pois é um ponto alto do meu dia verificar até que ponto pode ir a rigidez burocrática de uma instituição. Peço-lhes ainda que não levem a mal eu estar a compilar esta nossa interessante troca de mensagens num texto humorístico que espero vir a publicar, tal é o despropósito de toda esta situação.

Com os meus estimados cumprimentos,

José Luís Mxxxxxxxx"


PARTE VII
"Estimado Cliente, Sr. José Luís Mxxxxxxxx,

Agradecemos, desde já, o seu contacto.

No seguimento da sua mensagem, vimos informar que a situação que nos reportou foi encaminhada para o departamento competente. Após obtermos uma resposta, procederemos de imediato ao envio de uma mensagem.

Encontramo-nos disponíveis para prestar os esclarecimentos que considere necessário.

Com os melhores cumprimentos,

Montepio
Direcção de Marketing e Novos Canais"


EPILOGO

A saga termina aqui. (...)

"Com a curiosidade que o momento requeria, fui consultar os meus dados, para ver se já tinham sido devidamente rectificados. Deparei-me com a seguinte pérola da titularite aguda que assola este país:

O Senhor que não queria ser Engenheiro - Montepio Geral

Quando consegui parar de rir, respondi com a seguinte mensagem em três fascículos (só nos são permitidos 2000 caracteres de cada vez)

Estimadíssimos Senhores,

Fiquei muito feliz por ver que, finalmente, tiveram a amabilidade de agir sobre os meus dados pessoais.
Constato que ainda não lhes é possível usar o meu número de telefone porque começa por 30 e isso faz muita confusão ao vosso departamento de informática.
No entanto, folgo em constatar que não perderam o sentido de humor no que toca aos restantes dados pessoais.
Assim, nas habilitações literárias, de licenciado fui despromovido a 12 ano. Na verdade, tenho o grau de mestrado em física tecnológica, mas como não faço tenções de lhes apresentar provas desse facto, fico muito satisfeito por ao menos me reconhecerem o 12º ano sem necessidade de prova formal.
Como não penso que sejam elitistas ao ponto de me tratarem pior por ter uma mera escolaridade obrigatória, o 12º ano fica muito bem, pois também me deu muito trabalho a fazer e, de facto, possuo esse grau. Deixemos, portanto, as habilitações literárias que estão muito bem assim.
No título honorífico, puseram "sem título honorífico". Não posso deixar de confessar que me doeu essa dura chamada à realidade. Mas, de facto, não me considero titular de nenhum título de nobreza (tive um trisavô visconde, mas acho que já não conta), não fui ordenado sacerdote, nunca recebi nenhuma comenda e, à semelhança do nosso Primeiro-ministro, não estou inscrito em nenhuma ordem, tenho de me conformar à minha condição de vulgar plebeu sem título honorífico quando, para mais, me recuso a mostrar-lhes o certificado de habilitações. Portanto, também aqui no título honorífico, estamos de acordo. Sou simplesmente o José.
Agora, na profissão... aqui temos um problema. O problema para o qual lhes tenho vindo a chamar a atenção: o facto de eu não ser engenheiro civil, tornou-se agora bastante mais grave. É que acusam-me de ser engenheiro civil sem estar inscrito na ordem (caso contrário teria o título de Eng.) e, horror dos horrores, com as habilitações literárias de um 12º ano. (Continua).

É que nem o nosso primeiro-ministro se atreveu a reclamar o título de eng. civil com um simples 12º ano. Ele tem, pelo menos, o título do ISEC e, in dubio pro reo, afirma que concluiu a licenciatura em engenharia civil.
Os senhores, ao dizerem que eu sou engenheiro civil sem estar inscrito na Ordem dos Engenheiros (caso contrário, tinha o eng) e com um simples 12ºano de habilitações literárias, colocam-me numa posição muito delicada, incorrendo mesmo num crime de usurpação de título. E eu não tenho o aparelho do maior partido político português a proteger-me as costas quando a coisa der para o torto.
Finalmente, chegamos ao Nome preferencial, onde contrariam disposições anteriores e me apelidam de Eng. J. L. Mxxxxxxxx. Ora bem, até há umas semanas atrás, eu não teria grande coisa a opôr, visto que sou licenciado em engenharia física e todos os licenciados deste país são doutores e engenheiros. Infelizmente, agora os tempos são outros. Só pode reivindicar-se engenheiro quem estiver inscrito na Ordem dos Engenheiros. Ora, para minha grande vergonha, não pago quotas a tão nobre instituição, pelo que terei de abdicar daquelas três letrinhas. Nem sequer posso pedir um simples "lic" ou um "mestre", porque na minha teimosia me recuso a entregar-lhes o certificado de habilitações. Portanto, proponho que fique simplesmente o José Luís Mxxxxxxxx ou o Zé, para os amigos.
(Continua)

Lamento o trabalho tempo e esforço que essas alterações possam causar. Espero até não provocar um precedente grave que os obrigue a ir pedir a todos os vossos clientes Drs. e Engs. o certificado de doutoramento ou o cartão de membro da Ordem dos Engenheiros, respectivamente.
Mas peço-lhes, rogo-lhes, suplico-lhes, retirem o mal-fadado "Engenheiro Cívil" da minha ficha de dados . Nunca chamei a ninguém nenhum nome que não fosse merecido. Esse é claramente imerecido. Prometo manter todas as minhas contas no vosso estimável banco. Mas, por favor, não digam a ninguém que eu sou engenheiro civil.
Do sempre vosso,

Zé"

30.1.08

Santarém: Gafanhoto activa socorro / Cartaxo: Tigres à solta

Os Bombeiros Municipais de Santarém foram chamados ontem a uma habitação da cidade para retirar um gafanhoto do respiradouro de uma casa de banho.

Os moradores ficaram assustados com o ruído causado pelo insecto e como não sabiam de que animal se tratava pediram ajuda aos bombeiros. Segundo um elemento da corporação, as pessoas ganharam medo ao verem as pequenas patas do insecto e ouvir o barulho que fazia para tentar libertar-se.

Os soldados da paz limitaram-se a retirar a tampa do respiradouro e a devolver o gafanhoto à liberdade. Nas operações da insólita ocorrência estiveram envolvidos quatro bombeiros e uma viatura.

In - Correio da Manhã - 30 Janeiro 2008

Pena que não refiram o tempo despendido por esta equipa e a dimensão do ruído produzido pelo gafanhoto. Se fosse uma das novas equipas de reportagem multidisciplinares, levariam câmaras de televisão e gravadores de som para registar o momento único.

E quem elaborou esta noticia (com direito à contra capa da edição impressa do referido jornal) nem imaginava que por estas bandas, durante a manhã de hoje andariam dois tigres a passear.

Tigres do circo Chen. Será que as autoridades chamadas a intervir, i. e. a GNR, foram de tangas de licra e camisola justa de berloques e dourados? Para não assustarem ainda mais os tigres, claro.

Assim ainda desisto de fazer tantos kms diários para vir trabalhar. Esta zona do país está perigosa. Muito perigosa.

Segue a noticia sobre os tigres da edição on-line do Publico

Tigre fêmea ainda por capturar

Azambuja: Dono do circo Chen diz que jaula dos tigres que fugiram esta manhã foi aberta de propósito - 30.01.2008 - Lusa

O dono do circo Chen, Miguel Chen, afirmou hoje que os dois tigres que andaram à solta hoje de manhã na Azambuja fugiram por que a jaula foi aberta e quem a abriu, "sabia o que estava a fazer" e "sabia que os animais estavam lá dentro". Um dos animais, a fêmea, está muito agitada, refugiou-se numa zona inacessível e continua por capturar.

Miguel Chen explicava à Agência Lusa o sucedido hoje ao princípio da manhã na zona da Azambuja, a cerca de 40 quilómetros a norte de Lisboa, quando dois tigres do seu circo saíram da jaula onde se encontravam.

"O nosso carro avariou ontem à noite, terça-feira, foi rebocado, mas a jaula teve de ficar no local. A pessoa que ficou a guardar os animais foi hoje de madrugada ao Cartaxo buscar água para lhes dar e quando regressou as portas estavam abertas, atadas com uma corda, e os dois tigres desaparecidos", afirmou Miguel Chen à Agência Lusa.

De acordo com o dono do circo Chen, a jaula tem seis portas laterais e uma traseira, todas de "guilhotina para os tigres não conseguirem sair".

"As portas estavam todas abertas e uma estava presa com uma corda. Quem fez isso é alguém que sabe, até porque não é qualquer pessoa que vai mexer em animais destes", acusou.

Para reforçar as suas suspeitas, Miguel Chen sublinhou que a parte de fora da jaula está coberta com publicidade e que, por isso, os tigres não são visíveis do exterior.

O dono do circo garantiu ainda que os animais são pacíficos, comprovando esta afirmação com o facto de o primeiro tigre - um macho - ter sido "apanhado à mão".

"O aparato é que está a enervar a tigre" fêmea, de três anos, que continua por capturar, adiantou.

Há cerca de três horas que duas dezenas de militares da GNR e elementos do circo Chen estão a tentar capturar um dos dois tigres que hoje de manhã fugiram da jaula, na zona da Azambuja.

A GNR montou um perímetro de segurança de cerca de 300 metros em torno do local onde se encontra encurralado o animal que falta capturar, junto à estrada Nacional 3, que liga o Cartaxo à Azambuja, para manter afastados os populares que têm parado em grande número motivados pela curiosidade.

O primeiro animal foi capturado cerca das 8h00 e o segundo, uma fêmea que está agitada, encontra-se num local inacessível.

A GNR já anunciou que vai abrir um inquérito à fuga dos dois tigres e que pediu apoio ao Instituto de Conservação da Natureza (ICNB) para sedar o animal que falta capturar.


Mensagem actualizada.

29.1.08

Haka Barrosã

Para os fanáticos do Rugby não existe nada mais marcante que assistir ao Haka dos Neo-zelandeses.

Para os fanáticos do humor, nada como assistir ao genuino Haka Barrosã



Via 31 da Armada

28.1.08

Good Things Should Never End

Descobri através do Sérgio Rebelo que as coisas boas nunca devem acabar.

Excelente site feito utilizando a tecnologia flash e que serve como uma das ferramentas de comunicação da Orange - UK.

Bom, bonito, divertido e que não acabe nunca. Isto para ser como as coisas boas.

A descobrir aqui em Good Things Should Never End.

Good Things Should Never End

Divirtam-se :-)

25.1.08

Sabe mais que um miudo de 10 anos?

Para este FDS (fim de semana para os menos habituados à terminologia tecla 3) junto um video que recebi por email hoje.

Neste brilhante video, podemos conhecer o nível cultural de uma Senhora (aparentemente loura) e de uma criança de 10 anos.

Que pena as pessoas não pensarem duas vezes antes de irem a um programa de televisão onde o seu nível cultural será perscrutado por todos.

Vale pelas gargalhadas.

L'Europe est un pays via Koreus

19.1.08

iJam 5Js e iJam nano

Gama de produtos com uma linha de comunicação próxima da Apple.

iJam 5js

De destacar o iLom23" (cut & play e easy touch), a iFua ou o iChis para além do iJam 5js e do novo iJam nano.

A linha de periféricos inclui a iKnife, a iHand, a iClean, a iPincho ou o iBread

Para saber mais, visite o site de iJam e guarde o PDF explicativo ou veja o vídeo seguinte



Comunicar assim é uma ideia brilhante. Obrigado ao BJ por esta pérola.

E já que falamos da APPLE e das recomendações do BJ , junto este vídeo onde poderá ver em 60 segundos a palestra de 90 min do CEO, Steve Jobs. Muito interessante e conciso.

11.1.08

As dificuldades tornam-nos mais fortes

Para começar este ano, nada melhor que prestar atenção a esta mensagem. Muito bom.